Faça o seu orçamento e receba nossa Qualidade - Atrai Aditivos Ou 📞 Ligue para a Atrai Aditivos Telefone: (11) 3858-7377

Doria inicia conversas com gigante ferroviário chinês sobre projetos de concessão - Atrai aditivos para concreto, cimento e argamassa

Written by: ATRAI

Ao centro, Governador de São Paulo, João Doria, e o presidente da CR20, empresa do grupo CRCC - China Railway Construction Corporation, Mr. Deng Yong

A comitiva com o governador de São Paulo, João Doria, e secretários, inclusive dos transportes metropolitanos, Alexandre Baldy, já está na China oferecendo a investidores locais projetos de concessões previstos no programa de desestatização.

A mobilidade urbana e regional, segundo o governo do Estado, está dentro deste pacote.

Nesta segunda-feira, 05 de agosto de 2019, de acordo com publicação da página oficial de João Doria no Facebook, ocorreu um encontro com o presidente da CR20, empresa do grupo CRCC – China Railway Construction Corporation, Mr. Deng Yong.

Segundo a postagem de Doria, a gigante do setor metroferroviário demonstrou interesse nos projetos para CPTM, Metrô e ferrovias em geral.

Hoje, aqui em Beijing, almoçamos com o presidente da CR20, empresa do grupo CRCC – China Railway Construction Corporation, Mr. Deng Yong, que é líder mundial no setor ferroviário, com 350 mil funcionários e faturamento superior a US$ 110 bilhões. A empresa demonstrou forte interesse em investir no Estado de SP em projetos de mobilidade urbana com os trens da CPTM, Metrô e ferrovias.

A CCRC já tem negócios relacionados aos transportes metropolitanos em São Paulo.

Um dos principais e mais recentes, como noticiou o Diário do Transporte, é o fornecimento, em conjunto com a filial brasileira da empresa espanhola Temoinsa de oito composições para a linha 13-Jade, que serve a região do aeroporto em Guarulhos.

A primeira unidade já foi apresentada na China. Ao todo, os oito trens, que têm salão contínuo (sem divisões internas entre os carros) e espaço para bagagens maiores, vão custar R$ 316,7 milhões.

O governo do Estado definiu algumas prioridades nas concessões metroferroviárias.

NA CPTM, as primeiras linhas que devem ser repassadas para a administração privada são as linhas 8- Diamante (Júlio Prestes / Amador Bueno) e 9 – Esmeralda (Osasco – Grajaú, com extensão prevista para Varginha, no extremo sul da capital), consideradas as mais lucrativas do sistema.

Num encontro com sites especializados em mobilidade urbana, dentre os quais o Diário do Transporte, o presidente da CPTM, Pedro Moro, disse na semana passada que o modelo de concessão destas duas linhas está sendo concluído.

Uma das possibilidades, ainda sendo analisada, é a criação de um PDV (Programa de Demissão Voluntária) para os funcionários destas linhas.

Pedro Moro também confirmou no encontro que a concessão do Trem Intercidades vai incorporar a concessão da linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato – Jundiaí). Os funcionários da linha 7 também poderiam ser abrangidos por um PDV.

Antes de embarcar para a China, na última sexta-feira, 02, o governador João Doria disse que o programa de desestatização oferecido aos investidores locais, que contempla diversos setores, tem um potencial para atrair R$ 32 bilhões.

Fonte:Link para matéria Original (por: Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes)



Atrai aditivos para concreto e argamassa

Os aditivos para concreto são incorporados na mistura entre cimento, água, areia e brita para dar características especiais ao concreto. Essas substâncias alteram as propriedades do material no estado fresco e thumbendurecido, podendo ser exploradas para ampliar as qualidades e minimizar possîveis desvantagens das misturas sem os aditivos.
O concreto aditivado pode ter sua trabalhabilidade, resistência, compacidade, entre outras propriedades, melhoradas, bem como permeabilidade, retração e absorção de água reduzidas.

Algumas das substâncias utilizadas na composição do concreto aditivado são os superplastificantes, retardadores de pega, aceleradores de pega e incorporadores de ar, entre outros. O preparo pode ser feito tanto em centrais, no modelo de concreto usinado, quanto nos canteiros de obras.

Conheça o ATRAI ACEL

Desenvolvido para acelerar a resistância inicial do concreto. O Aditivo de Cimento ATRAI ACEL altera as propriedades físicas e químicas da água, reduzindo até 17% a sua utilização.

Comments

There are no comments

Post a comment