Faça o seu orçamento e receba nossa Qualidade

Custo da construção paulista segue estável em fevereiro de 2020Atrai aditivos para concreto, cimento e argamassa

Written by: ATRAI

custo da construcao paulista em fevereiro de 2020

O Custo Unitário Básico (CUB) da indústria da construção do Estado de São Paulo manteve-se praticamente estável em fevereiro registrando ligeira queda de 0,01%, na comparação com o mês anterior. Na variação em 12 meses, o aumento acumulado foi de 3,87% e no ano, de 0,31%.

O dado é do Sinduscon São Paulo (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e da FGV (Fundação Getulio Vargas). O CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos das construtoras, utilizado na atualização financeira dos contratos de obras.

Em fevereiro, os custos médios das construtoras com mão de obra, materiais para obra, casas de construção e administrativo (salários dos engenheiros) registraram variação nula. A variação dos custos com material foi negativa em -0,03% no período. As variações em 12 meses foram respectivamente: 4,40%, 2,88% e 3,06%.

O CUB representativo da construção paulista (R8-N) ficou em R$ 1.437,43 por metro quadrado em fevereiro de 2020.

Com desoneração

Nas obras e construções incluídas na desoneração da folha de pagamentos, a queda do CUB registrou ligeira variação negativa de -0,01% em fevereiro, comparado ao mês de janeiro. No ano, a variação foi de 0,33% e em 12 meses somou 3,82%.

O custo médio da construção civil paulista no mês subiu para R$ 1.333,54 por metro quadrado em fevereiro de 2020.

Em fevereiro, os custos médios das construtoras com mão de obra e administrativo (salários dos engenheiros) registraram variação nula. A variação dos custos com material foi negativa em -0,03% no período. As variações em 12 meses foram respectivamente: 4,39%, 2,88% e 3,06%.

Custos dos insumos

Em fevereiro, os custos de 22 dos 27 materiais de construção pesquisados registraram elevação superior ao IGP-M (-0,04%) e ao CUB (-0,03%), sendo as mais representativas: Porta lisa para pintura 3,5x70x210cm (+1,77%), emulsão asfáltica com elastômero para impermeabilização (+1,22%), concreto FCK= 25 MPa (+1,06%), chapa compensado plastificado 18mm (+0,98%), bloco de concreto 19x19x39 cm (+0,90%), brita 2 (+0,60%) e cimento CPE-32 saco 50 kg (+0,58%).

Em 12 meses, entre os materiais que mais subiram acima do IGP-M (+6,82%) no período, figuram: Areia média lavada (+19,35%), Concreto FCK = 25 MPa (+13,31%), Brita 2 (+10,74%) e Porta lisa para pintura 3,5x70x210cm (10,44%).

Fonte:Link para matéria original



Atrai aditivos para concreto e argamassa

Os aditivos para concreto são incorporados na mistura entre cimento, água, areia e brita para dar características especiais ao concreto. Essas substâncias alteram as propriedades do material no estado fresco e thumbendurecido, podendo ser exploradas para ampliar as qualidades e minimizar possîveis desvantagens das misturas sem os aditivos.
O concreto aditivado pode ter sua trabalhabilidade, resistência, compacidade, entre outras propriedades, melhoradas, bem como permeabilidade, retração e absorção de água reduzidas.

Algumas das substâncias utilizadas na composição do concreto aditivado são os superplastificantes, retardadores de pega, aceleradores de pega e incorporadores de ar, entre outros. O preparo pode ser feito tanto em centrais, no modelo de concreto usinado, quanto nos canteiros de obras.

Conheça o ATRAI MASSA

Desenvolvido para argamassa de assentamento, chapisco e reboco. O Aditivo de Cimento ATRAI MASSA reduz em até 100% o uso de cal.

Comments

There are no comments

Post a comment